Matéria da Folha de São Paulo - 14/05/17

 
Fundada por volta de 1667, a Penha é um dos distritos mais antigos da cidade. Percorrer suas ladeiras a pé e vivenciar o encontro entre o velho e o novo é uma experiência instigante.

    Um bom ponto de partida é o Largo do Rosário, no alto do penhasco, lugar emblemático do bairro. É ali que estão o Centro Cultural da Penha e a Igreja do Rosário dos Homens Pretos, fundada em 1802 por uma irmandade de pessoas escravizadas, "de costas" para a Igreja Nossa Senhora da Penha.

    De lá, é possível caminhar até o restaurante do Joaquim, que serve uma tradicional feijoada aos sábados, passar pelo Armazém 77, com suas cervejas artesanais, e fazer uma parada no novo bistrô Dona Rosa, no Mercado Municipal da Penha.






  
 
Relacionamento